nota

Era inegável. Desde o anúncio do line-up da primeira edição do Lollapalooza Brasil já se sabia que o Foo Fighters seria a grande atração do evento. Longe do Brasil desde 2001, quando se apresentou Rock in Rio, a banda cresceu nesses 12 anos para se tornar a maior banda de rock do mundo na atualidade.

Em sua estreia em São Paulo, o Foo Fighters apresentou seu novo disco Wasting Light e todos os melhores momentos de sua carreira, mostrando de forma sólida que o rock está longe de morrer e porque a banda está onde está nos dias de hoje. O show do Foo Fighters começou com o hit arrasa quarteirão “All My Life” e nos primeiros acordes a platéia já estava ganha. Dave Grohl surge no palco e é reverenciado pela multidão como se fosse uma figura mítica. Apesar dos problemas na garganta que tem sofrido nas últimas semanas, o palco mostrou ser o melhor remédio para Grohl, que não deixou nada a merecer nas duas horas e meia em que cantou para os fãs brasileiros.

+ Assista ao show completo do Foo Fighters no Lollapalooza

O show continuou com “Times Like These”, “Rope”, “My Hero” e “Learn to Fly”, uma sequência incrível de hits que não deixou pedra sobre pedra no Jóckey Clube apenas nos primeiros minutos do show. A platéia foi um espetáculo a parte. Todas as músicas eram cantadas do início ao fim, algo que nem a própria banda parecia estar prevendo. O guitarrista Pat Semear estampava um largo sorriso no rosto durante toda a apresentação. E Dave Grohl parecia não acreditar nos seus olhos quando viu a surpresa que os fãs prepararam para a banda, levantando folha com a expressão “OH!” durante “Best of You”. “Eu amo vocês pra c***”, disse Grohl.

Em sua segunda passagem pelo Brasil, o Foo Fighters mostrou o poder da maior banda de rock do planeta. Nada de U2 e muito menos Coldplay, nenhuma das grandes bandas de rock atuais possuem a vitalidade e a energia de um Foo Fighters e, digo mais, não possuem um Dave Grohl, um gênio da nossa geração, a sua frente. Como o próprio baterista Taylor Hawkins disse durante o show no último sábado: “Sabe por que estamos tocando na América do Sul? Porque esse cara escreve músicas incríveis: Dave Grohl“. Estampado em milhares de camisetas dos presente no Jóckey Club naquele sábado, Dave Grohl era rei em São Paulo, e o público e até seus companheiros de banda, seu súditos.

http://www.youtube.com/watch?v=9Ud2uk3iDdU

As duas horas e meia prometidas de show foram cumpridas, mas a sensação de quem não estava lá só para ver a banda era de exagero. As conversas com o público eram extremamente longas e grande parte da músicas eram extendidas com interlúdios instrumentais que, de certa forma, quebravam clima do show. Mas tudo bem, o show foi moldado para agradar aos fãs e certamente eles não tem do que reclamar.

1Leitores comentaram

Entre na discussão
  1. Pingback: FestivaisBR – Manchester Orchestra surpreende público no Lollapalooza Brasil 11 abr, 2012

    […] enorme palco Cidade Jardim, que abrigou Foo Fighters, Arctic Monkeys e Foster the People na primeira edição brasileira do Lollapalooza, foi também a […]